sábado, 24 de janeiro de 2009

longo

Longos, foram aqueles silêncios.
Longas, foram aquelas noites loucas.
Longos, foram os olhares nos corpos nus.
Longos, foram os murmúrios, os gemidos quentes.
Longas, foram as tardes de mãos dadas.

As mãos separaram-se, não há murmúrios nem gemidos quentes.
Os corpos estão vestidos, separados, e já não se olham.
As noites perderam-se por aí…

Mas, longos… longos são os silêncios.

5 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
longa, longa,
é a tua capacidade
em arquitectar palavras,
em gerir silêncios,
em inspirar poemas,
,
longas conchinhas,
deixo,
,
*

Fragmentos Intemporais disse...

Caramba, como eu adoro as tuas palavras...

Venho convidar-te para um pequeno desafio, acho que vais gostar!

Vai até ao meu eroticamente falando e atreve-te.

Beijos mil, mil vezes intemporais!

Rosa disse...

E as vezes esses silencios tornam-se simplesmente... longos demais para nós (que esperamos)... ;)quando finalmente se quebram já não fazem qq sentido...

Sérgio Franck disse...

Andreia, que não é Doria, mas mereceria uma canção de presente para ouvir no frio e lembrar-se de que o castanho nada desértico de seus olhos aquece corações por outros hemisférios do mundo.

Escute no Youtube a canção da banda Legião Urbana. Chama-se Andrea Doria. É mais que um poema. É lindíssima. Segue o link: http://www.youtube.com/watch?v=86ZwqrKlQ6w

Nada disso é galanteio, mulher. Mas digo que, em seu blog, bem mais que palavras, o melhor é ver a paisagem versátil de seus traços nas fotografias. Minha avó, ao ver algo de muito lindo, dizia: "benza Deus" o que significa: "Deus abençoe". Quando vi você nas fotografias, enchi a boca pra dizer, assim como a minha avó: Benza Deus!

Desculpe-me, mas tinha que dizer isso. É o que, também, guardo de seu blog.

Obrigado pela passagem no meu blog. Eu também gosto muito de ler você. Boa sorte a você e a todos ao seu redor.

Pedro Barata disse...

Obrigado pela visita!
Gostei do teu blog e passarei mais vezes!
Beijinhos