segunda-feira, 9 de junho de 2008

Criança


Olhei para uma criança e vi um olhar, vi uma lágrima persistente. vi um grito a ecoar na sua alma. olhei para uma criança e vi o medo. vi a inocência perdida nas mãos cruéis da noite. olhei para uma criança e vi uma esperança morta, vi um silencioso pedido de ajuda. olhei para uma criança e vi todas as noites passadas em branco a rezar a um Deus que a abandonou. olhei para uma criança e vi o meu reflexo no espelho da vida.

2 comentários:

Ju disse...

Bom como todos os outros adorei este as vezes fico muito surpreendida com a tua sensibilidade continua beijo

Elfo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.